Fototerapia em pés diabéticos

11/09/2013 15:28

Pé Diabético

 

O pé diabético é uma série de alterações anatomopatológicas e neurológicas periféricas que ocorrem nos pés de pessoas acometidas pelo diabetes mellitus. Essas alterações constituem-se de neuropatia diabética, problemas circulatórios, infecção e menor circulação sanguínea no local. Essas lesões geralmente apresentam contaminação por bactérias, e como o diabetes provoca uma retardação na cicatrização, ocorre o risco do pé ser amputado. O pé diabético ocorre pela ação destrutiva do excesso de glicose no sangue. A nível vascular, causa endurecimento das paredes dos vasos, além de sua oclusão, o que faz a circulação diminuir, provocando isquemia e trombose.

  • Autor: Dr. Tardivo

  • Autor: Dr. Tardivo

  • Esquerda (Fig.A) e direita (Fig.B)

Na Fig.A observa-se um pé diabético com deficiência de irrigação, com áreas de necrose e regiões ulceradas, recebeu irradiação LED com energia de 6J/cm² ou 30 seg em cada ponto por toda a área plantar.

A Fig.B mostra que após 60 dias de tratamento, houve o retorno da irrigação sanguínea, com melhora da coloração da região, controle da inflamação e início de cicatrização no pé tratado. Acredita-se que a irradiação luminosa proporcionou a inibição da prostaglandina, estimulando a síntese da enzima superóxido-desmutase, controlou a ação de radicais livre diminuindo a adesividade plaquetária, proporcionando aumento da irrigação sanguínea e regularização do pH da ferida estimulando a síntese de ATP, favorecendo a reparação epitelial da ferida. Recomenda-se continuar as aplicações 2 a 3 vezes por semana até a sua completa cicatrização.

A figura mostra evolução de cicatrização de pé diabético após 60 dias com aplicações de 3 vezes por semana com densidade de energia de 6j/cm². Nota-se que ocorre reparação e remodelação da ferida sem formação de crostas e fibrosamento da pele.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Protocolo de Tratamento

Promover a limpeza e hidratação da região, realizar procedimentos convencionais para o tratamento de pé diabético.

 

  • Alívio da compressão e proteção da úlcera;
  • Cuidados locais com a ferida;
  • Inspeção frequente da ferida;
  • Debridamento frequente de ferida (procedido por profissionais habilitados);
  • Controle de exsudação e manutenção de ambiente úmido;
  • Considerar terapia com curativos a pressão negativa no pós-operatório;
  • Emprego de produtos biologicamente ativos (colágenos, fatores de crescimento, tecidos de bioengenharia) em úlceras neuropáticas;
  • Emprego de curativos com sais de prata ou outros agentes antimicrobianos;
  • Fototerapia dianâmica PDT com azul de metileno.

Contate-nos

Contato

Espaço Equilíbrio Rua João Rodrigues da Silva- 157 Vila Ferraz Campos do Jordão 12 997682026
12 997247349
espacoequilibriox@gmail.com